11 de ago de 2014

Especial: Hack and Slash

Conheça alguns titutos do PS2 no genero bem desconhecido para alguns gamers ''hack and slash ''


Bujingai 





Bujingai tem influências de diversos jogos como DMC, Ninja Gaiden até Shinobi, mas a essência de Bujingai é a recriação das artes marciais e estilo de combate com espadas que tornaram famosos filmes como 'O Tigre e o Dragão' e 'House of Flying Daggers'. Tem uma bela jogabilidade no melhor estilo de Hong Kong, e além de ser bem intuitiva, a jogabilidade é muito expansiva, permitindo uma vasta gama de combos e ataques. Os movimentos do personagem, desenhados a partir da captura de movimentos, proporcionam toda a ação um aspecto fluido e crível. 

Pegando nos melhores elementos da sua inspiração cinemática, Lau, o personagem central de Bujingai, é um guerreiro com a possibilidade de lançar feitiços e com várias habilidades que parecem desafiar a gravidade. Sob o seu controle ele vai correr, flutuar e planar através de vários combates. 

A arte do jogo é da responsabilidade da famosa equipe por trás de séries de animação como 'Cowboy Bebop' e 'Trigun'. Bujingai possui uma grande riqueza visual, com bastante detalhes e efeitos, tudo rodando suavemente. 

Um pouco sobre a história do jogo: Bujingai se passa no século 23, mais especificamente, numa ilha-cidade chamada Kenkisouken. Séculos atrás, era uma metrópole próspera e uma maravilha da tecnologia moderna. Quase 700 anos atrás, um acidente nuclear destruiu a maior parte da população do mundo e aqueles que sobreviveram, descobriram que estavam imbuídos de certas habilidades sobrenaturais e duradoura vida. Eles também descobriram que eram a nova fonte de alimento para um clã de demônios que estavam agora a chegar através de uma fenda dimensional aberta durante o holocausto nuclear. Agora esta cidade é um deserto em ruínas governado por um Demon Lord e guardado por um exército de demônios e criaturas abomináveis... 

Blood Will Tell 


Esse jogo é baseado no mangá de mesmo nome de Osamu Tezuka, criador de Astro Boy. 

O jogo se passa no Japão, Hiyakkimaru é um samurai que nasceu sem 48 partes de seu corpo devido a um trato feito por seu pai Daigo com 48 Fiends (que sabiam que Hyakki seria um poderoso humano capaz de destruí-los), em troca das partes do corpo de Hiakky, Daigo recebeu poder suficiente para unificar o Japão. Após o nascimento do Hyakki, ele é deixado em um rio para morrer mas é encontrado por um fisiologista que usa todo seu conhecimento para criar artificialmente as partes do corpo que ele não tinha. 

Com seu crescimento o fisiologista percebe que Hiakky tinha alguns dons já que mesmo sem enxergar ele conseguia andar e correr e se comunicar por telepátia, além dos Fiends que começaram a aparecer. Ao completar 18 anos uma voz diz que os Fiends possuem suas partes do corpo, e que para recuperá-las, com isso Hiakky decida ir atrás deles. Para ajudá-lo nessa tarefa o fisiologista acopla em seu corpo diversas armas, espadas nos braços, uma metralhadora em um dos braços e uma bazuca em seu joelho. 

A cada Fiend derrotado uma parte do seu corpo é restaurada, o legal é como isso afeta a jogabilidade, o jogo começa em preto e branco e um dos primeiros Fiends que você derrota faz com que você recupere o olho esquerdo e veja o jogo colorido pela primeira vez (antes apesar de não ter os olhos ele tinha uma espécie de sexto sentido), ou quando você recupera uma das pernas e ganha a habilidade de Dash ou quando recupera o senso de dor que faz com que o controle trema quando você recebe dano. Cada parte do corpo que você recupera também melhora vários atributos como velocidade, resistência, força e etc. 

No combate você pode trocar entre a espada convencional e as espadas acopladas a seus braços a qualquer momento cada uma delas possui combos próprios e as que ficam acopladas a você evoluem ao serem usadas. Além de poder usar a bazuca mirando manualmente e a metralhadora, ambas possuem um número limitado de balas, que devem ser usadas estrategicamente. 

Os Fiends que você enfrenta são bem variados proporcionando lutas bem legais, desafiadoras e com estratégias bem variadas, vários desses Fiends são extras, ou seja, você tem de procurá-los pelos cenários. O design de muitos chefes é bem legal, o último deles é um espetaculo tanto no visual quanto no cenário. 




Swords of Destiny 


Nesse jogo os jogadores assumem o papel de Lei Yun, um aprendiz extremamente talentoso em uma missão longa e desafiadora contra forças obscuras que procuram o controlar a Terra. Previamente derrotado pelo mestre Lei Yun, este retorna com a ameaça na forma do Gyakki, uma raça de demônios poderosos sob o controle de uma Imperatriz tirânica. Que teima em trazer morte e destruição à nação, apenas Lei Yun fica no caminho de um exército aparentemente imparável do mal. 

Utilizando as três espadas mágicas entregue a ele por seu mestre, Lei Yun deve batalhar seu caminho através de nível após nível povoada por todos os tipos de adversários demoníacos. As três espadas principais dá ao jogador novas habilidades quando equipadas e cada arma tem suas próprias propriedades únicas. 

O sistema de combate é simples e rápido. Ao acumular Time Sword o suficiente através da matança de inimigos e usar magias encontradas em itens destrutíveis em torno dos níveis, Lei Yun pode desencadear ataques devastadores que podem limpar a área de inimigos em slow-motion espectacular. 



The Sword of Etheria 


The Sword of Etheria, esse jogo da Konami é protagonizado por um trio de heróis bastante habilidosos e com uma missão das mais nobres: deter uma invasão de maléficos deuses. 



Você controla o espadachim Fell, explorando uma série de ambientes e dizimando os monstros que encontra pela frente. Durante sua jornada, Fell é auxiliado por Armilla e Leon, controlados por inteligência artificial. Armilla é uma vampira capaz de saltar grandes distâncias, enquanto o briguento Leon prefere usar seus punhos, deixando as armas de lado. 





Graças à IA eficaz, os dois aliados responderão às ações de Feel durante o jogo, permitindo ao trio trabalhar em conjunto para dar cabo das criaturas, criando seqüências e combinações de ataque repletas de ação e movimento. O sistema de combate tenta tirar proveito da melhor forma as habilidades únicas de cada personagem. 

O jogo requer certa estratégia também, algumas criaturas só podem ser destruídas se os três heróis atacarem-nas juntos. E também o jogo contém elementos RPG, como por exemplo a coleta de Etheria durante as fases, você cria equipamentos e evolui seus personagens aumentando seu HP, ataque e a sua capacidade de itens. 



NanoBreaker 


Produzido por Koji Igarashi, o mesmo que produziu jogos da série Castlevania, como Lamment of Innocence entre outros. 

O jogo se passa numa ilha experimental de nanomáquinas - robôs microscópicos que vivem no corpo das pessoas. Mas por conta de uma falha do computador central, elas se rebelaram e tomaram todo o lugar. Essas pequenas máquinas são capazes de se autoreplicar usando o ferro existente na corrente sanguínea dos humanos. Não é preciso dizer que toda a população do local foi dizimada... 



É um jogo que já chama atenção logo de inicio pelo impacto visual, com a tela repleta de muito líquido vermelho que parece sangue (você pode mudar a cor do liquido se quiser, inclusive deixá-lo colorido). Porém o jogo deixa claro que isso é só petróleo usado pelas nanomáquinas. Os milhares de litros coletados servem de experiência para o protagonista também. 

O sistema de combate do jogo lembra DMC, você é capaz de fazer várias sequências de golpes cheias de estilo. Mas no caso desse game, nem todos os combos podem ser feitos desde o início. Para abrir mais golpes, é necessário pegar chips especiais, que são colocados numa tela de combos, onde todas as combinações podem ser vistas. Cada um dos slots de chips tem uma cor determinada e somente as peças de mesma matiz podem ser encaixadas neles. 

Dependendo do combo a espada de plasma do herói pode adquirir, temporiamente, outras formas e usos, como machados, lanças e martelos. Por exemplo, a foice corta os inimigos na horizontal; o machado, na vertical; e o martelo simplesmente esmaga quem estiver pelo caminho. O sistema de controle é de fácil compreensão e contempla jogadores de todos os níveis. Jogadores contam com golpes verticais, horizontais (além de um "chicote" que busca os inimigos até você), que permitem quatro escolas de combos. Naturalmente, as seqüências mais vistosas necessitam de combinações mais complexas, mas que são compensadas pelos altos danos causados aos oponentes.



18 de mai de 2014

Disco de música eletrônica é distribuído em caixinha de PS2

Disco do projeto musical Cex reproduz o layout dos games de PS2, inclusive com logo do clássico console da Sony e caixinha reciclada de PlayStation 2

O projeto musical Cex, centrado no gênero eletrônico criado por Rjyan Kidwell e utilizando vários colaboradores, lançou seu mais novo CD, "Shamaneater", em uma embalagem curiosa: caixas recicladas de jogos de Playstation 2 da loja de varejo norte-americana GameStop. O design de CD também lembra os discos do PS2, com direito ao logotipo do console.

Além da caixinha, o encarte que acompanha o álbum é inspirado no design de antigos detonados criados por usuários do site GameFAQs em forma impressa, com direito a arte com ASCII e um parágrafo 'passivo-agressivo' ao final do texto.

"Shamaneater" está à venda no site Bandcamp por US$ 8 em versão digital, e US$ 10 em versão por caixinha de PS2, além de US$ 10 extras por custo de exportação.

Reprodução


11 de jan de 2014

Fãs reabilitam modo online de Resident Evil Outbreak

Se você ainda joga online no PS2 essa é uma ótima notícia para você!


Já faz dez anos do lançamento de Resident Evil Outbreak e ainda assim o jogo tem uma comunidade bastante ativa de fãs. Uma prova disso é o projeto "Outbreak Server", que conseguiu recriar o servidor online do game de Playstation 2 para que seu modo cooperativo em rede funcionasse novamente.

Através de um processo de engenharia reversa, um grupo de fãs encontrou uma maneira de habilitar o online para cópias japonesas de "Outbreak" e "Outbreak File #2". Por enquanto, cópias americanas e europeias dos jogos não são compatíveis com o novo servidor.

Os responsáveis pelo projeto recomendam ao fãs que utilizem um Playstation 2 compatível com discos japoneses, e não emuladores, para acessar o serviço e evitar bugs. Se você quer saber mais sobre o projeto clique aqui.

27 de dez de 2013

De cada 100 jogos vendidos no Brasil, 82 são piratas, diz estudo



Um levantamento do FNCP (Fórum Nacional Contra a Pirataria e a Ilegalidade) mostra que a pirataria ainda é um problema alarmante no Brasil, inclusive para a indústria de games: de cada cem jogos vendidos no país, 82 são piratas. Com isso, aproximadamente R$ 140 milhões deixam de circular no mercado legal.
“O pirata só copia o que deu certo e, assim, tem uma vantagem, pois quem fica com o prejuízo é a indústria formal, que investe bilhões de dólares na tentativa de viabilizar produtos”, explica Edson Vismona, presidente do FNCP.
Em 2012, segundo a Abes (Associação Brasileira das Empresas de Software), foram apreendidos cerca de 630 mil mídias piratas em todo o país, incluindo software e games. Mesmo assim, a plataforma campeã de apreensões foi o PlayStation 2, que pelo visto continua bastante popular por estas bandas. Depois do PS2, vêm o PlayStation original, o Xbox 360, o PC e o Wii.
Para Vismona, a alta carga tributária estimula a busca pelo produto pirata: “É uma indústria a qual todos têm acesso atualmente. É preciso dar mais importância a este mercado, algo que hoje o país não faz”, completou.
O FNCP não divulgou como funcionou o levantamento.

7 de out de 2013

Fifa 14 - Legacy Edition

Foto: '''Fifa 14 - Legacy Edition'''

"Fifa 14" para o antigo PlayStation 2 não terá todas as novidades de modos de jogo, de física das partidas e de movimentação dos jogadores que os consoles atuais irão receber. Segundo a produtora Electronic Arts, o jogo para estas plataformas é apenas uma atualização de jogadores e de uniformes.

Com o título de "Legacy Edition" (edição legado, em tradução), "Fifa 14" nestes consoles trazem as atualizações de contratações das temporadas, melhorias nas habilidades dos jogadores conforme seu desempenho na última temporada e os uniformes atualizados. O esquema de jogo será o mesmo da edição de "Fifa 13".

De acordo com o site "CVG", comunicados sobre os jogos enviados à imprensa afirmam que o game para estes consoles é apenas uma atualização de times, sem ter inovações no esquema de jogo.
Em 2012, para as mesmas plataformas, "Fifa 13" já foi lançado apenas como uma atualização de times, tendo apenas o mesmo esquema de jogo de "Fifa 12", lançado em 2011.

Fonte: Globo.com
"Fifa 14" para o antigo PlayStation 2 não terá todas as novidades de modos de jogo, de física das partidas e de movimentação dos jogadores que os consoles atuais irão receber. Segundo a produtora Electronic Arts, o jogo para estas plataformas é apenas uma atualização de jogadores e de uniformes.

Com o título de "Legacy Edition" (edição legado, em tradução), "Fifa 14" nestes consoles trazem as atualizações de contratações das temporadas, melhorias nas habilidades dos jogadores conforme seu desempenho na última temporada e os uniformes atualizados. O esquema de jogo será o mesmo da edição de "Fifa 13".

De acordo com o site "CVG", comunicados sobre os jogos enviados à imprensa afirmam que o game para estes consoles é apenas uma atualização de times, sem ter inovações no esquema de jogo.
Em 2012, para as mesmas plataformas, "Fifa 13" já foi lançado apenas como uma atualização de times, tendo apenas o mesmo esquema de jogo de "Fifa 12", lançado em 2011.

Fonte: Globo.com



Gameplay





5 de out de 2013

Primeiras Impressões: Hungry Ghosts

Olá galera, nesse post vim falar sobre as primeiras impressões que tive com o jogo hungry ghosts, considerado até um dos "jogos desconhecidos do PS2". Antes de tudo falo que uma análise sobre o jogo já foi postada aqui no blog, para verem clique aqui.

Bem, conheci esse jogo aqui pelo blog mesmo na análise que deixei no link acima, fiquei bem curioso pra saber como era o jogo e realmente é uma das peças únicas do PS2, mas vamos entender direito. Primeiramente, para o desprazer de algumas pessoas, o jogo é completamente em japonês, o quê??? Isso mesmo o jogo é em japonês, apenas algumas palavras estão em inglês como o clássico "Now Loading", mas o que faz deste jogo tão bom mesmo sendo em japonês?

Posso listar que o jogo tem uma história até que bem atrativa, é o seguinte pessoas, resumindo a história do jogo é essa, um homem é condenado ao inferno mas tem uma segunda chance de escolher seu destino. Bem interessante, não?

Outro ponto que posso listar é que o game tem um belo cenário, o jogador fica numa espécie de purgatório e o que você vai encontrar por lá já da pra ter uma ideia do que é.















Posso listar outros pontos como sua jogabilidade, que agradam a uns e muitas outras coisas, mas não quero deixar o post muito grande.

Pare por ai!

Seguinte, na minha humilde opinião, se você não gostou de jogos como Silent Hill 2 é melhor nem passar perto do jogo, por quê? Bem como alguns sabem Silent Hill 2 é composto por mais diversos puzzles, esse jogo também, se você não gosta muito de "bater a cabeça" é melhor não jogar. Ainda mais que o jogo é completamente em japonês, apenas o now loading está em inglês como dito acima. Enfrentar puzzles e por cima em japonês pode tirar a tranquilidade de todos que não gostam desse gênero.

8 de set de 2013

Curiosidade: Jogos lançados para Playstation 2 em 2013

Aqui vai uma lista dos jogos lançados para o console eterno no ano de 2013. Se estiver faltando algum jogo avise-nos pelos comentários
imagem

Don 2: The Game - Apenas na Índia
Final Fantasy XI: Seekers of Adoulin - Apenas no Japão
FIFA 14
Pro Evolution Soccer 2014

Então é isso pessoal, são esses jogos que foram lançados esse ano para PS2, com FIFA e PES 2014 prestes a serem lançados. Espero que tenham gostado, qualquer sugestão é bem vinda.

Siga-nos também no Facebook: Clicando aqui

Novos controles para PS2 e PS1 são lançados

A Leadership, grande fabricante de acessórios para games e PCs acaba de lançar novos controles para PS2 e PS1, à um preço atrativo. Os belos controles coloridos em plastico translúcido chegam as lojas em 5 cores diferentes, custando apenas 25 reais.

controles ps2
Por se tratarem de produtos licenciados, os modelos devem funcionar em todos os jogos, como se fossem originais fabricados pela Sony que custam cerca de 80 reais cada. Os controles paralelos não funcionavam em vários games, como é o caso de Need For Speed Underground 1 e 2.

Fonte: games.exorbeo.com

22 de ago de 2013

CONFIRMADO, PES 2014 será lançado para PS2


A konani, confirmou nessa semana durante a feira de game ''gamescom'' .. o lançamento de PES 2014 tambem com versão para o nosso console eterno no final do ano, como provavel último jogo ''fisico''

Fonte: http://uk.games.konami-europe.com/news.do?idNews=727

4 de ago de 2013

Don 2 The Game - Lançamento asiatico


Don 2: The King is Back ( O rei esta de volta) .. Lançado com exclusividade na India em fevereiro de 2013 para PS2 e PSP. (Não sabemos se tem alguma maneira de 'baixa-lo' por sites estrangeiros)



Jogue com Don, um poderoso chefão do crime em busca de dominação européia, e assumir vários poderosos criminosos em um combate de tirar o fôlego. O jogo tem o mesmo enredo do filme abrangendo 12 missões cativantes, com ação intuitiva se movendo junto com representações gráficas marcantes das estrelas do filme. Um jogo de tiro em terceira pessoa com muita ação.

DON 2 é o segundo jogo estrelado por ''Badshah Bollywood Shah Rukh Khan'', desenvolvido em Hyderabad por Gameshastra (Principal desenvolvedora indiana de jogos) em conjunto com SCEE London Studio.



23 de jul de 2013

Analise: Enthusia Professional Racing



Lançado em 2005 (mesmo ano do lançamento de Gran Turismo 4 para o Playstation 2 e do primeiro Forza Motorsport para o Xbox) este simulador de corrida desenvolvido pela Konami para o Playstation 2 (sendo este o primeiro jogo neste estilo feito pela empresa) tem como um de seus pontos mais fortes o emprego de uma física de alta fidelidade aplicada às corridas (veja abaixo um vídeo evidenciando a física de Enthusia comparada com a de um carro real), além disso, o game inovou em diversos aspectos em relação aos seus concorrentes diretos nos consoles.

O maior aspecto inovador de Enthusia é a presença de um interessante Modo Carreira chamado Enthusia Life que é caracterizado por possuir elementos de RPG, como os pontos de habilidade (skill points) que funcionam de modo semelhante aos pontos de experiência dos RPGs e que vão sendo obtidos durante as corridas. Os pontos de habilidade são aplicados tanto ao motorista quanto aos carros (que vão “evoluindo” através de upgrades nos pneus, na potência e através da redução do peso dos veículo que garante melhor desempenho na aceleração, frenagem e etc).

É importante mencionar que os pontos de habilidade estão intimamente ligados aos chamados Enthu Points que são pontos que estão associados a algo semelhante a uma "barra de energia" no jogo e funcionam da seguinte maneira: se durante as corridas você bater em outros carros ou bater nas paredes das pistas ou mesmo sair do curso normal das pistas, você irá perder Enthu Points e a "barra de energia" irá diminuir no momento em que estes eventos ocorrerem. Se sua barra dos Enthu Points vier a se esgotar, você ficará impossibilitado de participar da corrida seguinte (e aí você é obrigado a descansar por uma rodada, perdendo assim corridas e correndo risco de sofrer prejuízo no ranking dos pilotos, lembrando que você começa o jogo inicialmente na posição 1.000º do ranking). Dessa forma, quanto mais Enthu Points você perder, menos pontos de habilidade irá ganhar para realizar os upgrades nos carros. Vale a pena também observar que além dos Enthu Points, aspectos como volta mais rápida, ranking na corrida e distância percorrida também influenciam no cálculo dos pontos de habilidade.

15 de jul de 2013

#PlayStationMemories | PlayStation 2

Grandes memórias do console mais vendido de todos os tempos, mais de 150 milhões unidades em seus 13 anos de existência. Com isso a Sony resolveu fazer um 'clipe' com as melhores lembranças do 'eterno' console da sony.




18 de jun de 2013

FIFA 14 realmente confirmado para o PS2

fifa 14 ps2



Há um tempo a Sony parou a fabricação do Playstation 2 no Japão e depois no mundo inteiro, um dos últimos jogos para a plataforma foi lançado, a expansão do game Final Fantasy XI intitulada de Seekers of Adoulin, depois dessas notícias ficamos com uma pergunta: "Ainda vai lançar algum jogo para o PS2?".

Felizmente sim, Fifa 14 foi realmente confirmado para o Playstation 2. Sites como o Playstation Universe e Justpushstart acabaram de publicar a bela notícia.

A capa do game também foi revelada que pode ser conferida logo acima. A EA decidiu lançar a última versão do game de futebol que sairá em setembro informou a empresa. Este sera o último game lançado para o sistema no mundo ocidental.

Quanto ao Japão, eles podem pensar em lançar uma nova expansão do Final Fantasy XI em março de 2014. Depois disso, não haverá mais jogos para o sistema.

É amigos, parece que o nosso querido console está chegando ao fim, ao menos recebendo belos games no seu fim de carreira. Fiquei realmente feliz com a notícia.
Segue os links dos sites para vocês conferirem:

http://www.psu.com/a019906/Last-new-PlayStation-2-game-ever-releasing-this-September
http://www.justpushstart.com/2013/06/fifa-14-is-ps2s-last-ever-video-game/


15 de jun de 2013

FIFA 14 confirmado para todas as plataformas, exceto o WII U


A  nova versão do FIFA está confirmado para todas as plataformas de games inclusive para PS2, exceto para o WII U. Em nota a EA disse que o game não saira para o videogame da Nintendo devido aos resultados comerciais ruins da versão anterior, FIFA 13, informou um representante da EA ao site Eurogamer.
Nada mais se sabe sobre a versão PS2 do game, só resta esperar. Lembrando que essa versão pode ser cancelada a qualquer momento.