17 de fev de 2011

Analise: Despicable-Me

Uma aventura divertida que usa de forma inteligente o universo criado pelo filme


Desenvolvimento: Monkey Bar Games
Editora: D3 Publisher
Plataformas: DS, Wi e PS2
Lançamento: Julho de 2010
Gênereo: Aventura


Jogos baseados em filmes têm o costume de imitar o que foi apresentado no cinema. Porém, é mais interessante utilizar elementos do filme junto a conceitos adequados ao mundo dos games, e é justamente isso que 'Meu Malvado Favorito' faz.

Você assume o papel do vilão Gru com a missão de encontrar as partes que faltam para construir seu foguete e roubar a Lua. O jogo é dividido em três áreas principais inspiradas em cenários do filme: laboratório, banco e a base de seu arqui-rival Vetor, e cada uma delas possui várias sub-fases.

Boa parte da ação envolve jogabilidade lateral de plataformas com quebra-cabeças, e em alguns pontos há mudanças no ângulo da câmera. Esse efeito acrescenta um capricho interessante, mas a progressão é sempre linear (como sempre visto na série metal-slug). Gru tem à sua disposição quatro tipos de armas: gelo, magnetismo, teia de aranha e sopro de vento. Nas seções de quebra-cabeça ele também tem a ajuda de seus ajudantes, os Minions.


O uso das armas é inteligente e até certo ponto criativo. Plataformas de fogo devem ser congeladas, circuitos elétricos precisam ser ligados e as situações ficam mais complexas quando o jogo passa a exigir combinação de vários efeitos. É possível usar as armas nas formações de Minions, manejar blocos de gelo, pontes e até uma cama elástica.

Com tantas variações “Meu Malvado Favorito” acaba por ser bem exigente nos controles. Não se engane com o aspecto infantil do jogo: será preciso muita agilidade na troca de armas e coordenação dos Minions, mas na maior parte do tempo tudo funciona bem.

Curiosamente essa mesma ideia não é aplicada para a mira nas fases de voo. Elas são bem mais raras do que as porções de plataforma e o que se torna um ponto positivo para o jogo, já que os controles aéreos são duros e dificultam manobras de sua nave.


Seja nas fases aéreas ou de plataforma, "Meu Malvado Favorito” é bem generoso em termos de checkpoints. Eles estão espalhados por toda parte e sempre antes de alguma seção com novos desafios. Isso dá a você mais tranquilidade – e até coragem – durante a aventura.

A produção do jogo não é primorosa, mas cumpre bem seu papel. Apesar da repetição de cenários e fases, o visual do desenho é bem colorido, mas não cansa os olhos. Na parte sonora vale o destaque à voz de Steve Carrel (Gru), sempre com observações irônicas.

Com um modo de batalha multiplayer simples e conteúdo extra para destravar, Meu Malvado Favorito é uma boa opção para os mais jovens. Os quebra-cabeças exigem raciocínio e, apesar de curta, a aventura é divertida e usa de forma inteligente o universo criado pelo filme.
 
 
- O melhor: Mesmo para o público infantil o desafio exige inteligência e atenção
- O Pior: A repetição de cenários e fases
- Nota final: 7

3 comentários:

  1. Tenho esse jogo e ele é muito bom.com o seu estilo plataforma acaba se tornando um dos melhores do gênero!

    ResponderExcluir
  2. axei ese jogo mto repetitivo eu daria tbm uma nota beim razuaveu

    ResponderExcluir
  3. zerei esse jogo,so que ele não é la aquelas coisas.

    ResponderExcluir

Todos os Comentários são lidos e moderados previamente.
São Publicados aqueles que respeitam as Regras Abaixo:

- Não faça propaganda de outros blog/sites;
- Use o OpenID ou Nome/URL caso não seja seguidor;
- Não inclua links desnecessários no seu comentário;
- Seu comentário é nossa inspiração!
- Não respondemos comentarios 'anônimos' sem identificação nenhuma.
- Obrigado pelo Apoio ;D