28 de ago de 2010

Analise: Burnout - Revenge

Burnout para os que não conhecem é uma série de corrida desenfreada onde vale qualquer coisa para tirar o oponente da pista e chegar em primeiro. Os comandos são ao estilo arcade sem mostrar qualquer tipo de semelhança com simuladores e nem complicar muito, porém tudo que os comandos não possuem de realismo a corrida possui em dobro, bater em outro carro significa assistir uma bela de uma capotagem a centenas de quilômetros por hora, é tudo muito bonito, real e deixa qualquer jogador com os olhos arregalados na primeira batida. O melhor de tudo é saber que você pode usar o sistema de destruição ao seu favor, destruir os carros dos adversários nas batidas denominadas takedowns rende o aumento de uma barra de turbo, essa começa bem pequena e pode chegar até 4x seu tamanho original de acordo com o numero de takedowns que você fizer.


Para a felicidade dos mais insanos a barra pode ser cheia (não aumentada) de acordo com o numero de loucuras no trânsito, dirigirem na contra mão aumenta rapidamente a barra, passar perto de carros quase que encostando rende um pouco de turbo, fazer drifty também aumenta um pouco do turbo, agora que tal juntar tudo em um só? Tente fazer um drifty a 200/h, na contra mão e passando o mais perto possível dos carros, seu coração vai a mil, sua barra vai ficar cheia quase que instantaneamente e em questão de segundos aparecerá um adversário espertinho pronto para encostar-se à sua traseira e ver você capotar e atingir diversos veículos antes de retornar a pista e pegar o engraçadinho que agora estará com um sinalizador vermelho em cima do carro para você se vingar, para melhorar esses não é os únicos jeitos de se ganhar turbo, toda e qualquer ação insana que coloque o jogador em risco gera mais um pouco do turbo.


Os eventos estão divididos em uma escala de 1 a 10 de acordo com a dificuldade, onde em cada nível você encontra diversos tipos de eventos sendo eles: Race onde você deve ir do ponto A ao ponto B; Eliminator onde de tantos em tantos segundos o ultimo colocado é eliminado até restar somente o vencedor; Road Rage onde o objetivo é detonar o máximo de inimigos possíveis, aqui não há colocação e seu carro, diferente dos eventos citados anteriormente, tem um numero especifico de vezes que pode bater antes de ser eliminado; Trafic atack onde você dirige um carro com um timer que vai diminuindo e se chegar a zero você explode, o único jeito de se manter vivo é destruir veículos pequenos e médios evitando os maiores para acumular pontos e ganhar o troféu; Time atack onde você corre contra o tempo com um carro especial; e em fim o meu favorito Crash, nesse o game abandona todas as regras das corridas comuns e coloca o jogador para pilotar um carro que só pode, e deve colidir uma vez para causar um engavetamento, normalmente em uma avenida movimentada. Seus pontos são contados de acordo com o preço dos carros destruídos e a barra de turbo serve de bomba, uma vez cheia o jogador pode detonar o carro e ver todos em volta voarem em pedaços aumentando seus pontos.


O game é cheio de extras que são liberados conforme sua classificação nos eventos, liberando dezenas de carros diferentes. Em todos os eventos são dados troféus aos 3 primeiros e além dos troféus o jogador deve ganhar estrelas para passar de nível. As estrelas funcionam assim, durante a corrida ou evento uma barra mede seu nível de insanidade em 4 níveis, cada nível simboliza uma estrela, logo o 1° nível dá 1 estrela e o 4° quatro estrelas, porém ao final da corrida essas estrelas se juntam ao troféu adquirido dando mais uma estrela ao jogador se ele conseguir ouro, se conseguir prata o jogador fica com as estrelas conquistadas na partida e se for bronze o jogador perde uma estrela, sendo assim o melhor resultado conseguir 4 estrelas na partida e a medalha de ouro para o jogador conseguir 5 estrelas no total. As estrelas servem para o jogador subir de nível, lembra que os eventos estão divididos em 10 níveis? Então, você começa tendo acesso ao primeiro nível e conforme você ganha estrelas você sobe de nível e passa a ter acesso a novos eventos mais difíceis, se você for um bom jogador e pegar muitas estrelas pode liberar novos níveis de dificuldade antes mesmo de terminar o primeiro, sendo assim você nunca será obrigado a seguir uma ordem de eventos para terminar o jogo.


Os gráficos do game estão entre os mais bonitos do ps2, cada detalhe das batidas são representadas com muitos detalhes, como faíscas e estilhaços de vidros. Os cenários são baseados em locações reais, como os Alpes Europeus, Miami, Tókio e muitos outros, todos representados com muitos detalhes e características únicas. A parte sonora do game é daquelas que merece um belo Home Teather para poder escutar cada estilhaço de vidro caindo no chão apôs uma batida, as músicas são new metals (bandinhas americanas), músicas eletrônicas e algum rock pesado da nova geração, se encaixam bem ao estilo do game e mesmo quem não curte o gênero musical pode se divertir bastante, o único problema é que depois de tantas e tantas horas de jogo torna-se repetitiva as músicas, felizmente as músicas podem ser desativadas e o jogador pode jogar ouvindo somente os efeitos sonoros.



Em fim, o game é uma obra prima do ps2, aos que conhecem a série desde o primeiro game ou até mesmo do terceiro verão que foram feitas algumas modificações e melhorias gráficas, porém o game continua o mesmo, o que é muito bom e mostra que a série ainda tem muito fôlego, aqueles que nunca jogaram devem saber que embora todo o realismo nas batidas os comandos são dos mais simples possíveis e nem de longe podem ser comparados com os de Gran Turismo já que o foco do game é a destruição e a adrenalina.

Obs: Todas as imagens são de ps2

10 comentários:

  1. camba muito massa o jogo e parabens pela analise ficou muito boa

    ResponderExcluir
  2. muito bom!
    jogo show de bola
    melhor que ele só o burnout 3 takedown.

    ResponderExcluir
  3. eu ja tive esse jogo mais paro de pegar, e aqui é mo difiçil de achar...

    ResponderExcluir
  4. O melhor burnout ja lançando eh seascional batidas explosoes, takedowns, e alucinante melhor que drogas

    ResponderExcluir
  5. o transito ja esta louco por ai tanto nas ruas quanto nas estradas pensa um pouco né turma

    ResponderExcluir
  6. Sou um admirador do PS2... Zerei ele, é bem dificil umas corridas, fiz Gold em quase todas carridas, só não liberou os créditos,(nos extras) por que será? Tem que fazer Gold eu tudo sera? Hum... Muito louco esse jogo, pura adrenalina, muita destruição! Trilha sonóra melhor que a do Dominator, os gráficos nen se fala, é tipo 'Black' sabe. Você que não jogou, tá esperando o que pra jogar?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu tbm ja zerei esse jogo mais nao apareceu os creditos finais eu acho que tem que conpletar o jogo em 100% e ganhar todas as medalahas de ouro eu nao desbloqueei todos os carros especiais so desbloqueei o elite e o da formula 1 branco e verde. Se vc sou e alguma coisa me conta ae vlw

      Excluir
  7. Realmente incrivel esse jogo este é um dos melhores jogos do PS2,um dos poucos jogos que me fasem ligar o meu PS2 ,pena que no PS3 não fizeram um burnout a altura desse o melhor burnout ja lançado e um dos melhores jogos joguei.

    ResponderExcluir
  8. não tenho palavras para descrever este jogo.

    ResponderExcluir

Todos os Comentários são lidos e moderados previamente.
São Publicados aqueles que respeitam as Regras Abaixo:

- Não faça propaganda de outros blog/sites;
- Use o OpenID ou Nome/URL caso não seja seguidor;
- Não inclua links desnecessários no seu comentário;
- Seu comentário é nossa inspiração!
- Não respondemos comentarios 'anônimos' sem identificação nenhuma.
- Obrigado pelo Apoio ;D