24 de nov de 2011

Analise: Metal Gear Solid 3 - Snake Eater



Ano de Lançamento: 2004
Produzido por: Konami
Gênero: Ação/Stealth.






Metal Gear Solid se tornou uma série mais que aclamada no mundo dos games. Depois do revelador (e também polêmico) Sons of Liberty, seria vez da obra de Hide Kojima ganhar o game zero da série, ou seja, aquele que decide voltar anos e anos no tempo a fim de explicar a origem de muitas coisas. Já que o game mostra um dos membros da FoxHound não é preciso pensar muito para descobrir quem é o agente que assume o code nome Naked Snake neste game. Sua missão é impedir que a Cobra Unit... Quer sabe, jogue e descubra por si próprio!









Welcome to the Jungle.
O maior trunfo de Snake Eater está na sua coerência, motivo pelo qual o game não divide a projeção de jogadores, ou você vai amar ou vai odiar o game. Se ficar com a primeira opção você não tarda a descobrir uma experiência gloriosa, ou talvez tarde sim. Para começar, Snake Eater deixa de lado as bases e instalações de alta tecnologia que eram costumeiras na série e joga Snake em uma ilha russa, no meio da selva. A primeira grande diferença está na ausência do radar Solition para guiar Snake nos momentos furtivos, em vez disso você tem radares e sensores de movimento, mas que passam longe de ter o mesmo conforto que o Soliton. Além disso, Snake também conta com uma série de camuflagens que serão de grande ajuda na selva e dentro das instalações militares.Mas as novidades não param por ai, além de jogar nosso herói na mata densa a Konami dificulta mais ainda a vida de Snake. Esqueça as rações que recuperam sangue, agora Snake deve caçar sua comida: Serão ratos, jacarés, cobras, bodes, peixes, cogumelos e muito mais; cuidado com o tempo que você armazena a comida, caso contrário ela pode estragar e deixar Snake com uma dor de estomago. Nessa hora vem outra bela novidade, a tela de sobrevivência, onde você pode curar Snake; balas podem ficar alojadas em seu corpo, cortes, queimaduras e até mesmo ossos quebrados; dando pausa no jogo você pode curar os ferimentos de Snake. Além da barra de sangue há também a barra de Stamina, que mede a resistência de Snake, por exemplo, quanto menor a barra maior é a fome, chegando ao um ponto que seu estomago ronca, esses roncos podem chamar a atenção de patrulhas. Quando a saúde e a barra de Stamina estão em um nível aceitável a energia vital se recupera sozinha.


Isso tudo é muito legal, certo? De fato, tais novidades adicionam muita diversão ao título, mas também são a razão do game deixar uma impressão tão absoluta nos jogadores. As primeiras três horas de jogo são para apresentar ao jogador as novidades, mas o que acontece na realidade é um teste de paciência, já que o game enfia pela goela do jogador o sistema de camuflagem. A floresta é um lugar denso e difícil de se esconder, por isso se camuflar é essencial pro sucesso de sua missão.É realmente complicado se acostumar com a ausência do radar, jogadores que nunca jogaram Metal Gear Solid provavelmente vão desistir logo de cara. Mas é altamente recomendado que você resista, já que o ritmo do game aumenta consideravelmente após enfrentar o primeiro chefe. Daí em diante os ambientes vão mudando. No final das contas fica a impressão de que você está na pele de um herói de cinema, que precisa ganhar território gradualmente até chegar à base inimiga. Durante esse caminho será preciso sobreviver a situações de tensão constante, que nunca se tornam cansativas. As lutas contra os chefes são o ponto alto do game, com destaques para o confronto épico com o atirador The End, que pude durar por horas e até dias.
Visual mais cinematográfico que nunca.


Falar que Snake Eater tem um visual cinematográfico é chover no molhado. É fato conhecido que games que apresentam muitas cenas não interativas ou conversas longas acabam deixando o ritmo de jogo de lado, mas Hideo Kojima tem um talento fora do normal para introduzir ambos sem fazer com que o jogador perca o interesse, afinal, a trama toda se desenvolve assim, com muitas conversas no rádio e cenas que lembram filmes de espionagem. Cada novo chefe possui uma pomposa apresentação, bem como também uma gloriosa morte, empolgando a cada momento. Os gráficos são fantásticos e variados. Na selva você fica encantado em notar que cada folha e grama possuem vida própria, a textura de cada pedra vibra de forma singular na tela. O que mais chama atenção é como a floresta reage à chuva, névoa e até nas horas em que Snake rasteja, movendo as gramas ou vendo os animais se movendo nos cenários. As bases também apresentam ótimas texturas e um acabamento digno da série, sendo um game que explora bem a capacidade do Playstation 2. Os inimigos estão bem modelados e bem feitos, Snake no entanto tem uma animação que lembra muito a de Snake do primeiro Metel Gear, o que as vezes pode parecer um tanto desagradável, mas nada que prejudique o game. A parte sonora casa perfeitamente com a ambientação do game. Se você tiver uma televisão com suporte ao Pro Logic II vai ter a sensação de ouvir uma selva na sua sala, pois os efeitos realmente impressionam. A trilha sonora surge em momentos estratégicos e aumenta a intensidade da ação, continua tão memorável quanto de costume. As dublagens são boas, como sempre, inclusiva a de David Hayte, que dubla Snake desde o primeiro game. Alguns criticaram o trabalho de Hayte, falando que sua interpretação às vezes beira a irritante de tão arrogante; mas é preciso lembrar que não se trata de SOLID SNAKE, logo, e levando em conta o personagem principal eu achei perfeitamente justificável a interpretação arrogante de Naked Snake.
Um clássico.
Jogar Metal Gear Solid 3 – Snake Eater é uma experiência como poucas, daquelas que você sabe que não há igual. Hideo Kojima e sua equipe sabem trazer algo diferente para os jogadores, prova disso é que algumas situações que o game proporciona nunca apareceram em nenhum outro jogo até hoje. As primeiras horas são realmente difíceis, devido a série de inovações a qual o jogador deve se adaptar, mas passado a primeira impressão Snake Eater se torna empolgante e incrível. Talvez o único defeito do game é que dessa vez a visão de câmera clássica não funcione tão bem quanto antes, mas é um defeito sem importância diante da grande produção do título.
Prós.
- Jogabilidade excelente.
- Enredo envolvente e interessante
- Tela de sobrevivência e camuflagem.
- Batalhas épicas contra chefes.
Contras.
- As primeiras horas de jogo são maçantes.
- Câmera clássica acaba atrapalhando em alguns momentos do jogo.
- Ausência do radar.
Nota:
Gráficos: 10
Controles: 9.5
Diversão: 10
Som/áudio: 10
Nota final: 10

Por: Lipe Vasconcelos

17 comentários:

  1. otima gamee otima postagen tbm, zerei jogo mt bom a game me impressionou mt caso o jagador queira ainda mais desafio jogue na dificuldade mais dificil do game,a se possivel alguem faz a analise do game max payne 2 the fall of max payne a meu nome e games evolution e n juvenal

    ResponderExcluir
  2. Zerei novamente o MGS3 ontem, nunca me canso dele, série metal gear, a melhor da konami sem dúvidas!

    Minha próxima análise será tão boa quanto a do MGS3, galera... esperem só!

    ResponderExcluir
  3. Eu comprei ele e já tinha desistido de jogar pois achei muito cansativo e estressante o começo, mas agora que você falou que são apenas as primeiras horas de jogo, vou recomeçar e irei até o fim. Valeu!!!!!!

    ResponderExcluir
  4. Raul Lee vc é o tipo de gamer que so gosta GTA e futebol pelo oque parece e não curti jogos de aventura, não sabe apreciar uma obra de arte.

    ResponderExcluir
  5. Tá enganado, já joguei Alundra 2, Shadow of the Colossus, God of War 1 e 2, e outros que não me recordo agora, todos fui até o fim, todos explorei os extras, já joguei GTA nunca terminei e futebol meu amigo, não é qualquer um que sai numa disputa comigo, sei apreciar vários tipos de jogos, o único que não gosto são os de lutas como Mortal Kombat, Teken e Street Fighter. Ah ia me esquecer, zerei todos os Resident Evil (Com exceção do 5), tá bom ou ainda falta mais???

    ResponderExcluir
  6. Foi o 1º jogo de PS2 que joguei, muito bom o jogo e melhor ainda a análise!!

    ResponderExcluir
  7. To jogando atualmente o Subisistence, basicamente é o mesmo que o Snake Eater, só que ele trás uma câmera mais dinâmica, totalmente em 3D.

    ResponderExcluir
  8. um dos meus primeiros games e um dos mais marcants tambm

    ResponderExcluir
  9. cara esse game tem otimos graficos e tao mais n consigo jogar ele a camera e muito ruim vem tiro de tudo conte lugar ta osso.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Jogue a versão subsistence, que a câmera livre totalmente em 3D como nosso amigo acima citou.
      Valeu muito a pena, já o fechei inúmeras vezes.

      Excluir
  10. Já joguei todos os jogos da série Metal Gear para PS1 e PS2 e posso afirmar sem erro: MGS3 é o melhor de todos! Quem não jogou, jogue que não irá se arrepender; Eu sempre achei que nenhum seria melhor do que o MGS1 para PS1, mas esse supera! O MSG 2 é legal tb, mas perde para o 1 e 3.

    Esse 3 explica fielmente toda a origem da trama e com cenas, personagens e cenários completamente animais! Pegue gosto no jogo e vc não irá querer mais parar, é sensacional! Como o amigo falou aqui em cima: realmente é uma OBRA DE ARTE! Recomendo e garanto a você que é fã desse série: jogue MSG3 e fique maravilhado!

    ResponderExcluir
  11. esse jogo e top mesmo cara o melhor de ps2 para mim uma obra de arte !!

    ResponderExcluir
  12. eu comecei a jogar agora a coletânea em HD e to curtindo muito, mas tenho uma pergunta: o jogo tem mais de um final? Tipo o real e não? É que apesar de curtir, sou muito ruim, mas to conseguindo avançar rsrs e eu fico com receio de olhar outros lugares e pra saber e acabar vendo spoilers...vc poderia me confirmar? Valeu
    Michel

    ResponderExcluir
  13. Ótimo Blog! Esse jogo é muito bom! Zerei ele 5 Vezes, e quero zerar ele mais vezes, nunca me cansei, Um dos melhores!

    ResponderExcluir
  14. Zerei denovo esse game, agora são 6 vezes, é meu jogo preferido, Muito marcante, esse é o jogo mais realista que eu já vi no PS2, os gráficos são Belos, a história é a melhor que eu ja vi, vão aparecer muitas cenas/animações do ínicio ao fim do jogo, muitas mesmo, parece um filme. O final é Demais, é emocionante, da vontade de chorar, NUNCA VOU ESQUECER ESSE JOGO.
    PRA MIM É O MELHOR DE PS2!!!
    e olha que eu já joguei, Black, god of war, gta san...
    Mais pra mim Metal Gear Solid é o melhor! Recomendo para todos.
    ::)

    ResponderExcluir

Todos os Comentários são lidos e moderados previamente.
São Publicados aqueles que respeitam as Regras Abaixo:

- Não faça propaganda de outros blog/sites;
- Use o OpenID ou Nome/URL caso não seja seguidor;
- Não inclua links desnecessários no seu comentário;
- Seu comentário é nossa inspiração!
- Não respondemos comentarios 'anônimos' sem identificação nenhuma.
- Obrigado pelo Apoio ;D