31 de out de 2010

Analise: Raw Danger

























Ficha técnica:
Gênero: Aventura em terceira pessoa.
Distribuidora: Agetec
Desenvolvedora: Irem Software Engineering
Plataformas: PS2
Número de jogadores: 1
Data de lançamento: 19/06/07

Alguns devem lembrar-se desse nome de uma pequena matéria que fiz para o blog há algum tempo sobre Filmes interativos, Raw Danger é algo como uma novela, sim daquelas que passam na Globo, aqui haverá uma história e muitos personagens cruzarão caminhos e decidirão o futuro de toda uma cidade abalada por uma catástrofe natural.

A história acontece em uma cidade fictícia, Geo City, completamente projetada para ser uma cidade do futuro com uma ótima infroestrutura e que está para ser inaugurada no Natal. O jogo se dá início com Joshua Harwell, um garçom que está trabalhando na festa de inauguração da cidade junto com Stephanie McMurrough, por quem tem uma pequena atração. Durante um pequeno período o jogador pode andar pela festa, servir os convidados e conversar com Stephanie livremente, tudo corre muito bem na festa, até que água começa a escorrer pelas paredes e inundar os corredores, silenciosamente o Prefeito da cidade some da festa e os convidados são obrigados a se retirar do prédio, em questão de segundos apôs a ordem a estrutura do prédio começa a vir abaixo antes que muitas das pessoas evacuassem o prédio, entre os que ficaram para trás está Joshua que volta para salvar Stephanie. É a partir daí que o jogador conhece a verdadeira atmosfera do game, Joshua deve fazer o possível para salvar Stephanie e fugir do prédio junto com quem ficou para trás.


A narrativa funciona de uma forma única, lembra da minha comparação com as novelas da globo? É do jeito que expliquei, porém você não verá a história de todos os personagens ao mesmo tempo, você jogará com Joshua e sua companheira por horas e quando achar que o game acabou ele começará do primeiro dia da enchente e você terá a oportunidade de jogar com Amber Brazil, uma mulher acusada de ter matado o próprio irmão e que está fugindo da policia, que mesmo sabendo que a cidade esta afundando não poupa esforços para capturá-la. Parece estranho começar o game novamente, mas o jogador começará a achar ainda mais estranho ver a dupla com quem jogará anteriormente aparecendo pelos mesmos cenários repetindo exatamente o que o jogador havia feito anteriormente, e pode ter certeza que o que você fez enquanto jogava com Joshua e Stephanie pode deixar as coisas mais fáceis ou mais difíceis para Amber e também para os outros personagens com quem você ainda irá jogar. Prefiro não falar quantos e nem quem são, mas deixo registrado que são personagens de personalidades fortes e que podem fazer todo um diferencial para o final da história.


A jogabilidade do game, assim como a narrativa, é algo único, o jogador pode andar livremente por cenários de tamanhos regulares em busca da saída ou de abrigo, pelos cenários é possível encontrar alguns itens aparentemente inúteis a primeira vista, mas que podem se juntar a outros para fazer verdadeiros equipamentos de sobrevivência.


 Uma das coisas com a qual o jogador deve se preocupar o tempo todo é com sua temperatura corporal, uma vez que não há batalhas o jogador morre se cair de uma altura muito grande, se afogar-se ou se sua temperatura descer muito a ponto de morrer, como a temperatura corporal desce normalmente conforme o frio aumenta ou de acordo com o quanto o personagem está molhado ficam espalhados pelos cenários itens com as toalhas de papel para se secar, comida e roupas secas.


 Tanto as roupas quanto a comida possuem uma vasta variedade e pode ser muito divertido junta-las, porém a quantidade de itens a serem carregados é limitada de acordo com o tamanho da mochila que o personagem carrega, assim como sua velocidade fica limitada de acordo com o peso dos itens, felizmente os cenários possuem algumas latas de lixo onde o jogador pode depositar itens para caso queira pega-los mais tarde e ainda existem em menor quantidade lixeiras de reciclagem, onde os itens ficam armazenados para o próximo personagem com quem você jogar poder usar. Cada personagem possui uma habilidade especial, pode ser aquecer mais rápido junto com outro personagem, roubar itens, recordar partes do passado e por aí vai, algumas não são muito úteis, mas todas possuem um significado e ajudarão o jogador em momentos difíceis.


Os gráficos do game estão na média, poderiam ser muito melhores, mas o que realmente incomoda na parte gráfica é a movimentação dos personagens, eles parecem mais robôs do que pessoas e muitos dos itens dos cenários estão serrilhados ou são quadrados. A parte sonora faz bem tendo uma boa dublagem e sons como o do vento, chuva e o passo dos personagens na neve e na água são muito bem feitos, as músicas não são as melhores do mundo, mas mesmo assim podem dar um tom de suspense ou de adrenalina para o momento que pode ser uma recordação do passado ou uma fuga desesperada de uma ponte prestes a ser levada pela correnteza.
Não há muito a se falar sobre esse game, milhares de formas de chegar ao final, uma história que a principio parece bem rasa, mas que pode surpreender o jogador, interação entre os personagens em uma linha temporal muito bem feita e organizada. Coloque tudo isso de um lado da balança e do outro ponha os gráficos e algumas falhas da direção de arte e tire suas próprias conclusões sobre o quanto o game pode lhe agradar. Vale também dizer que Raw Danger por possuir toda uma história alterável no decorrer do game em muito se parece com Indigo Prophecy, então quem gostou do titulo da Quantic Dream tem esse aqui como uma ótima pedida.


Pontos positivos:
-Uma ótima forma de se conduzir à narrativa.
-Muitos itens para usar e equipar.
-Muitas horas de campanha.

Pontos negativos:
-Gráficos e detalhes do cenário abaixo da média.
-Alguns trechos são complicados pela velocidade com que as coisas acontecem, o que pode frustrar os jogadores menos experientes.

Notas:
-Gráficos: 7
-Parte sonora: 8
-Jogabilidade: 10
-Diversão: 9
-História: 9
-Replay: 10

Nota Geral: 8,5

9 comentários:

  1. Esse jogo parece ser muito interessante, vou compra-lo para ver se vale apena!

    ResponderExcluir
  2. Desde do post em que você falou sobre este game tinha ficado curioso! Agora vou procurar jogo pra conferir essa trama! Ótimo POST.

    ResponderExcluir
  3. Nunk ouvi falar nesse jogo.. alias, vi uns videos dele no youtube depois dessa analise e min interessei. Gosto desses gêneros.

    ResponderExcluir
  4. Aê pessoal valeu, eu recomendo o game a todos porque esse é um daqueles que não possui uma cópia ou algum outro pareceido, mesmo possuindo algumas falhas ele é 100% único assim como ICO é, Okami é, Indigo Prophecy e por aí vai. Se tiverem a oportunidade joguem-o.

    ResponderExcluir
  5. Este jogo da todo um clima de filme catastrofe te prende só pude jogar um pouco ( falta d tempo) cara d cima falou tdo jogos únicos ICO Okami Indigo Prophecy e é claro Shadow of Colossus

    ResponderExcluir
  6. Comecei a jogar o jogo hoje e ele é DEMAIS, o mais legal do jogo é que quando eu zerar ainda vou poder jogar com outros personagens. FANTÁSTICO!!!!!!
    O Iam Alive do PS2

    ResponderExcluir
  7. Esse jogo é mt foda,eu tenho e sii alguem táh com dúvida de comprar ou n,comprem vcs n iram sii arrepender!!

    ResponderExcluir
  8. Ae galera pra quem gostou desse jogo antes dele tem outro chamado Desaster report PS2 Ele e sobre um terremoto e muito foda O disaster report seria o 1 e o raw dander o2 eu joguei apenas o 1 mas esse parece muito com ele o 1 tem 7 finais diferente XD

    ResponderExcluir
  9. Esse jogo devia ter continuação ele é mto foda
    Já no começo quando VC ta de garçom é foda

    ResponderExcluir

Todos os Comentários são lidos e moderados previamente.
São Publicados aqueles que respeitam as Regras Abaixo:

- Não faça propaganda de outros blog/sites;
- Use o OpenID ou Nome/URL caso não seja seguidor;
- Não inclua links desnecessários no seu comentário;
- Seu comentário é nossa inspiração!
- Não respondemos comentarios 'anônimos' sem identificação nenhuma.
- Obrigado pelo Apoio ;D