1 de out de 2010

1984: O ano em que os video games quase deixaram de existir

Imagine chegar a uma loja de eletrônicos e não encontrar nenhum game, console ou periférico de video games nas estantes. Tudo o que deveria estar ali para fazer seus olhos brilharem simplesmente desapareceu. Nada de Wii, PlayStation 3, Xbox 360 ou até mesmo Polystation — sim, aquela cópia do console da Sony. Os video games simplesmente sumiram. Parece até um pesadelo, não é mesmo? O pior de tudo é que isto já foi verdade. Muitos não sabem, mas durante a década de 1980 os video games quase deixaram de existir.

Como? Bem, na realidade houve uma série de fatores que contribuíram para a falência de várias empresas e também da quase extinção do universo do entreterimento eletrônico.

E agora o blog PS2 Eterno faz pra vocês uma matéria sobre um clássico console das antigas o "ATARI".





Todos devem conhecer o lendário Atari 2600, um dos consoles mais famosos da história dos video games. Além de ser um dos pioneiros da indústria, o video game também é conhecido pela popularização dos jogos eletrônicos nos lares de todo o mundo, principalmente nos Estados Unidos e também aqui o Brasil — mesmo que em períodos diferentes.
A chegada e os primeiros anos do Atari 2600 foram extremamente prósperos. A companhia, com seu estilo liberal, permitia que seus funcionários trabalhassem a hora que desejassem e não obrigava o uso de ternos — algo contrário aos padrões da época. Isto, somado a diversos outros fatores, fez da Atari uma companhia reconhecida e respeitada, o que contribuiu para seu sucesso.

Logo, o Atari 2600 não era apenas um video game, mas um sinônimo para o termo. Jogos como Pitfall!, River Raid, Kaboom! e dezenas de outros títulos eram simplesmente indispensáveis para a época, e a Atari conseguiu conquistar mais de dez milhões de jogadores somente nos Estados Unidos.

Um comentário:

  1. Dessa eu sabia, fiquei surpreso quando descobri que hoje eu poderia não ter um ps2. Mas uma coisa que ficou faltando dizer foi que a sociedade que se acostumou com Super Nintendo ja estava cansada do Mario, por isso os videogames não vandiam uma unidade se quer, aí Sega se aproveitou do visual jovem da época para fazer o Sonic, tudo funcionou perfeitamente com a velocidade do Ouriço de cabelo Punk, quer dizer tudo deu certo para os games, mas a Sega hoje...

    ResponderExcluir

Todos os Comentários são lidos e moderados previamente.
São Publicados aqueles que respeitam as Regras Abaixo:

- Não faça propaganda de outros blog/sites;
- Use o OpenID ou Nome/URL caso não seja seguidor;
- Não inclua links desnecessários no seu comentário;
- Seu comentário é nossa inspiração!
- Não respondemos comentarios 'anônimos' sem identificação nenhuma.
- Obrigado pelo Apoio ;D