28 de jul de 2012

Analise: Beyond Good & Evil






Nem sempre um bom jogo é garantia de boas vendas. Alguns jogos, mesmo fracassando nas vendas, merecem uma nova chance por parte dos gamers. Esse tipo de "garimpo gamer" nos permite conhecer algumas obras primas como "Beyond Good & Evil".


ENREDO



No jogo controlamos uma fotógrafa chamada Jade, em um mundo futurístico de uma pseudo Jamaica/México, que é governado por um grupo que utiliza robôs como soldados. A protagonista tem como ajudante um simpático porco antropomórfico, e ambos vivem um farol que serve de um escudo para a cidade. Nesse Lugar também vivem órfãos humanos cuidados pela Jade. A história se baseia numa organização secreta (REDE IRIS) que tenta desmascarar esse governo de robôs. Jade os ajuda com suas habilidades de fotógrafa e aventureira.


O JOGO



Não é uma tarefa fácil definir o estilo de BGE. Trata-se de uma boa mescla de aventura, plataforma, hack N' Slash e alguns elementos de RPG. O jogo se passa na cidade chamada Hyllian, um mundo aberto que vai desbloqueando nova áreas de acordo se vai progredindo no game. Para fazer isso, você precisa tunar seu hovercraft (bem no estilo Donkey Kong), com diferente habilidades, mas isso consome Pérolas. Tudo o que você faz, por mais diverso que seja o objetivo, vai lhe render alguns pérolas, para serem acumulados e usados para tunar seu hovercraft. Mas isso parece maçante, como a maioria dos games em que se baseia na coleta de determinado itens para desbloquear determinada coisa. Mas em BGE isso brilha, o level design é muito bem aproveitado, com os mais diversos desafios, destaque para a fotografia, que tem um belo destaque no jogo, onde temos que fotografar diversas especies do mundo do jogo.

JOGABILIDADE



A jogabilidade é mais um aspecto que brilha, gostoso e fácil, com um único botão conseguimos fazer metade das ações do game. O gameplay mescla entre um adventure por explorar os cenários, com direito a muito stealth, plataforma e os combates por hack n' slash, nesse não temos muitas opções de combos, é aleatório e temos a habilidade do nosso parceiro para nos ajudar.

GRÁFICOS



A parte visual é um show a parte, um game da geração passada que surpreende até hoje pela qualidade da produção, um destaque para as animações, que são belíssimas. Artisticamente também é muito bom. A cidade futurística com uma cultura jamaicana e mexicana com a aparência de uma Veneza numa ilha paradisíaca é algo bem único, saindo das trincheiras, guerras modernas e cenários apocalípticos.
 A trilha também é de muito bom gosto, e a sonorização também. O game é cheio de vida e lotado de detalhes.

CONCLUSÃO



Não se iludam com as vendas. Mesmo não sendo um sucesso comercial, BGE é um jogo fantástico que com certeza agradará a todos os jogadores dispostos a dar uma chance a ele! Joguem, pois não vão se arrepender.

Agradecimento: gamermaniacow

6 comentários:

  1. eu tenho esse jogo aqui + nunca peguei pra jogar mesmo jogava umas 30 hora depois desanimava

    ResponderExcluir
  2. Seria sempre bom por um vídeo, nem que fosse um gameplay do youtube, para se ter uma melhor perspectiva do jogo.

    ResponderExcluir
  3. Nossa eu amooooo esse jogo, mas nunca consigo passar de uma fase lá /: mas o jogo é ótimo !BOM MESMO !

    ResponderExcluir
  4. vale salvar !!!! eu salvei um dos top do ps2 !!!

    ResponderExcluir
  5. Eu zerei daria tudo pra jogar de novo que saudade

    ResponderExcluir

Todos os Comentários são lidos e moderados previamente.
São Publicados aqueles que respeitam as Regras Abaixo:

- Não faça propaganda de outros blog/sites;
- Use o OpenID ou Nome/URL caso não seja seguidor;
- Não inclua links desnecessários no seu comentário;
- Seu comentário é nossa inspiração!
- Não respondemos comentarios 'anônimos' sem identificação nenhuma.
- Obrigado pelo Apoio ;D