21 de abr de 2012

Analise: Fight Night Round 3



Ano de lançamento: 2006
Desenvolvido por: Eletronic Arts
Distribuido por: EA Sports
Genero: Luta


Ser o maior boxeador de sua época. Esse é o desafio proposto pelo título da EA Sports. Fight Night: Round 3 se apresenta como o melhor título de boxe para o PS2, superando a suas próprias versões anteriores. Dessa vez, você pode colocar os maiores nomes do boxe uns contra os outros, reviver grandes rivalidades ou, o que é bem mais divertido, derrubar todos os que estiverem em seu caminho e se tornar a maior lenda do boxe mundial.


Batendo com estilo

A arena está cheia, os torcedores fazem barulho, os lutadores são apresentados com todo o glamour do esporte. No modo carreira existe a possibilidade de porsonalizar de seu personagem. São diversos calções, protetores, luvas, signature moves, estilos de luta e caracterização do personagem. Nesse momento é possível observar o cuidado do pessoal da EA no quesito persinalização. Com alguma paciência e talento é possível criar sua própria imagem para o modo carreira, o que é muito interessante e dá mais ânimo de pegar os congtroles e descer o braço nos adversários. A apresentação dos lutadores também chama a atenção. Cada um tem uma atitude própria e uma música tema (ponto que devia ter recebido mais atenção, pois há poucas músicas e com o tempo a trilha sonora fica muito repetitiva).
Os signature moves, por sinal são fundamentais para o bom desempenho das lutas, mas esse é um tópico que será abordado mais tarde.

Bata forte e use a cabeça

Logicamente, por se tratar de um jogo de lutas, você deve bater em seu adversário até que ele seja derrotado. Claro que sair batendo além de fazer seu lutador cansar mais rápido, fará com que seu adversário tenha mais oportunidades de te nocautear no contra-ataque (isso acontece, acreditem). Prefira golpes bem encaixados e se mantenha na defensiva quando puder. Durante o intervalo das lutas é possível reduzir o dano recebido na área dos olhos. Isso é muito importante, pois após seu supercilho abrir seu lutador ficará cada vez mais vilnerável e o adversário se aproveita disso. Alguns adversários são mais agressivos, o ideal é usar isso como vantagem. Já contra os mais defensivos, o ideal é ter paciência e usar os golpes chamados haymaker. Esses golpes deixam seu lutador exposto por algum tempo, mas se bem utilizados podem levar o adversário à lona em um único acerto. Recomenda-se treinar bastante esses golpes especiais no modo trainnig.


Prós:
-Graficos, detalhes e efeitos dignos de um console da nova geração
-Modo de criação de lutadores bem completo, permite personalizações bacanas
-Modelagem incrivel dos lutadores
-Ausencia da barra de energia traz mais realismo
-Otima narração para as lutas
-Modo multiplayes divertido

Contras
-Controle baseados nos sticks analógicos é devagar e impreciso
-Jogo é um pouco lento, focado no realismo, o que pode incomodar
-Modo de carreira parace uma sequencia de lutas isoladas

Nota: 8,

2 comentários:

  1. A Musica de menu desse game é mto boa - Never Gonna Get it - Sean Biggs feat. Akon & Topic

    ResponderExcluir
  2. Não gosto muito de jogos de luta, mas esse parece ser bom.

    ResponderExcluir

Todos os Comentários são lidos e moderados previamente.
São Publicados aqueles que respeitam as Regras Abaixo:

- Não faça propaganda de outros blog/sites;
- Use o OpenID ou Nome/URL caso não seja seguidor;
- Não inclua links desnecessários no seu comentário;
- Seu comentário é nossa inspiração!
- Não respondemos comentarios 'anônimos' sem identificação nenhuma.
- Obrigado pelo Apoio ;D